Aeroporto de Brasília recebe certificação ambiental inédita

Terminal reduziu a emissão de CO2 em 1.733 toneladas após adotar fontes de energia renováveis

Ao longo de 2017, o Aeroporto de Brasília reduziu a emissão de CO2 em 1.733 toneladas, após adotar fontes de energia renováveis. Para se ter uma ideia, essa diminuição equivale ao plantio de 12 mil árvores. As ações para atingir esse objetivo consistiram em adquirir energia elétrica no mercado livre, no qual há maior variedade de fontes limpas como de matriz solar e eólica, até a substituição de mais de dez mil lâmpadas fluorescentes pelas do tipo LED, mais eficientes e sustentáveis. Realizada pela Comerc Energia e pela consultoria de gerenciamento energético Sinerconsult, a quantificação da diminuição dos gases de efeito estufa garantiu ao terminal o Certificado de Uso de Energia Renovável. O Aeroporto de Brasília é o único do país a conquistar a qualificação. Para o próximo ano, a Gerência de Meio Ambiente da Inframerica estuda adotar novas tecnologias para geração de energia limpa e com redução de poluentes.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn