Aeroporto Santos Dumont utiliza água de reuso para climatização

No longo prazo, caso o terminal opere esse sistema todos os dias do mês, a economia anual será em torno de R$ 1,8 milhão

A Infraero anunciou que o Aeroporto Santos Dumont recebeu um novo sistema de tratamento que permite o aproveitamento da água do reservatório de reuso para o sistema de ar condicionado. O método utiliza um sistema de bomba e filtro específicos para tratamento da água do reservatório para aplicação nas Torres de Resfriamento da Central de Água Gelada (CAG). Atualmente, o sistema de ar condicionado do terminal carioca é responsável por cerca de 50% do consumo da água potável, que evapora no processo de arrefecimento das centrífugas do sistema. Em termos de volume, o sistema de climatização do Santos Dumont consome em média, 120 mil litros de água diariamente. A ação consiste em mais uma etapa da busca do aeroporto por autonomia dos recursos hídricos e eficiência ambiental, reduzindo o consumo de água potável. O reservatório de reuso, que acumula água de chuva e água descartada do sistema de ar condicionado, foi construído em 2007, tem capacidade para cerca de 1 milhão de litros e até o início do ano era usado apenas para abastecer as bacias sanitárias e as torneiras de lavagem. Em março último o aeroporto concluiu a instalação do sistema de aproveitamento da água descartada dos aparelhos de ar condicionado das salas de embarque e desembarque, o que tornou possível aproveitar até 600 mil litros de água por mês, que passou a ser usado no sistema de aspersão de água sobre os vidros da sala de embarque, o que tem contribuído na redução da temperatura do local. Coincidentemente com o período de seca, observa-se temperaturas mais amenas no Rio de Janeiro, assim o sistema de aspersão não precisa ser utilizado nesse período. Em função da capacidade de captação e armazenamento da água reuso, o novo sistema somente é empregado de três a cinco vezes ao mês, o que tem gerado uma economia de R$ 5,5 mil diários. No longo prazo, caso o aeroporto opere esse sistema todos os dias do mês, a economia anual será em torno de R$ 1,8 milhão com a utilização integral de água de reuso. Já no médio prazo, o aeroporto possuirá capacidade de captação e armazenamento de água de reuso para atender o sistema de ar condicionado durante todo o ano, deixando de consumir água potável suficiente para abastecer 300 casas com quatro pessoas todos os dias, somente com a água economizada do sistema de ar condicionado. E as ações necessárias para tal capacidade já foram iniciadas. O Santos Dumont tem capacidade para receber 13,1 milhões de usuários por ano e é considerado um dos dez aeroportos mais movimentados do país, tendo movimentado 9,24 milhões de passageiros em 2017. Mesmo assim o consumo de litros de água potável por passageiros vem diminuindo. Em 2017 o aeroporto consumiu apenas 7 litros/passageiro. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn