Confins testa embarque de passageiros com reconhecimento facial

O Aeroporto Internacional de Belo Horizonte/Confins receberá o projeto “Embarque+Seguro”, idealizado pelo Ministério da Infraestrutura (MInfra), com o reconhecimento facial sem apresentação do cartão de embarque e de documentos de identificação do passageiro. A tecnologia torna mais eficiente, ágil e seguro o processo de embarque nos aeroportos. A solução adotada no aeroporto conta com a participação voluntária de passageiros da Azul.

Para embarcar sem o uso de papel, o passageiro precisa fazer o check-in no balcão da companhia aérea. Lá ele recebe, no celular, uma mensagem de texto solicitando autorização para a coleta de uma foto. Com o consentimento do viajante, a imagem é conferida com a que já existe nas bases de dados governamentais. Havendo a validação, o passageiro fica liberado para ingressar na sala de embarque e na aeronave por meio dos pontos de controle biométrico.

Foto: Aeroporto Internacional de Belo Horizonte

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn