Infraero encerra gestão operacional no Aeroporto do Recife

Terminal foi o último do bloco Nordeste a ser entregue à concessionária Aena Desarrollo

A Infraero está finalizando as atividades no Aeroporto do Recife/Gilberto Freyre-Guararapes/PE. Quem passa a administrar o terminal é a empresa espanhola Aena Desarrollo Internacional, vencedora do leilão que arrematou os aeroportos do Bloco Nordeste por R$ 1,9 bilhão, com ágio de 1.010% em relação ao lance mínimo inicial de R$ 171 milhões. O terminal recifense foi o último do Bloco Nordeste a ser entregue à concessionária e encerrou 2019 com alta na movimentação de passageiros. Foram contabilizados no período, 8.531.312 embarques e desembarques ou 1,2% a mais que o registrado no ano anterior. Inaugurado em julho de 2004, o terminal de passageiros da aviação comercial em Recife possui infraestrutura completa para garantir a operacionalidade do aeroporto, com 21 posições de estacionamento no pátio principal de aeronaves, 11 fingers, 16 portões de embarque, ampla praça de alimentação, elevadores e escadas rolantes, além de estrutura de internet sem fio, cerca de 800 pontos de energia para carga de eletroeletrônicos e um completo mix comercial. O aeroporto tem capacidade de atendimento de 17,8 milhões de passageiros por ano. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn