Infraero encerra operações no Aeroporto de Maceió

Terminal passa a ser administrado pela empresa espanhola Aena Desarrollo Internacional

A partir do próximo dia 13 de fevereiro, a Infraero encerra as operações no Aeroporto de Maceió/Zumbi dos Palmares/AL, o qual passa a ser administrado pela empresa espanhola Aena Desarrollo Internacional. Além do aeroporto alagoano, a nova gestora arrematou os terminais de Campina Grande/PB e Juazeiro do Norte/CE, que já estão sendo administrados por ela, além dos terminais de Aracaju/SE, João Pessoa/PB e Recife/PE, que se encontram em Plano de Transferência Operacional (PTO). Intitulado Bloco Nordeste, o conjunto de aeroportos foi leiloado por R$ 1,9 bilhão, com ágio de 1.010% em relação ao lance mínimo inicial de R$ 171 milhões. De acordo com o contrato de concessão celebrado entre a Agência Nacional de Aviação Civil e a nova gestora, a estimativa de investimento para os aeroportos do bloco ao longo dos próximos 30 anos é de R$ 2,153 bilhões, sendo que um terço, ou R$ 788 milhões, serão aplicados nos próximos cinco anos. O Aeroporto de Maceió foi eleito pelos usuários como o melhor do Nordeste. Com capacidade para receber 5,32 milhões de passageiros por ano, o terminal alagoano registrou em 2019 mais de dois milhões de viajantes. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn