Justiça inglesa barra ampliação do Aeroporto de Heathrow

Tribunal de Apelação do Reino Unido aponta que a expansão do terminal pode inviabilizar os compromissos do país no âmbito do Acordo de Paris

O Tribunal de Apelação do Reino Unido barrou o projeto de expansão do Aeroporto de Heathrow, em Londres, pelo fato de ele não considerar seus impactos sobre os objetivos de redução de emissões assumidos pelo país dentro do Acordo de Paris. O caso foi apresentado à corte pela organização de litígios climáticos Plan B, que apontou para a incongruência entre os compromissos assumidos pelo governo britânico e a proposta de expansão do terminal, o segundo aeroporto mais movimentado do mundo. O governo afirmou que aceitará a decisão da corte e não dará prosseguimento ao projeto. A decisão é importante por ser a primeira vez que uma corte confirmou que o objetivo de temperatura do Acordo de Paris, de prosseguir os esforços para manter o aquecimento abaixo de 1,5oC, tem efeito vinculativo. De acordo com a Organização de Aviação Civil Internacional (OACI), a aviação representa cerca de 25 das emissões mundiais de dióxido de carbono, um dos gases causadores do efeito estufa, montante equivalente às emissões de um país como a Alemanha.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn