Projeto ACD-M entra em fase de validação operacional no Aeroporto de Guarulhos

Conceito tem como objetivo melhorar a eficiência operacional, previsibilidade e pontualidade dos voos

O projeto A-CDM (Airport Collaborative Decision Making), gerenciado pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), entrou no último dia 3 de agosto, na fase de validação operacional chamada Endurance. Nessa fase, o sistema e os processos operacionais são extensivamente testados e ajustados, com a participação das companhias aéreas e demais operadores de aeronaves. O Endurance está dividido nas etapas de Familiarização, Maturação e Consolidação. O Aeroporto de Guarulhos foi escolhido para ser o pioneiro no Brasil a implementar o conceito, que tem previsão de entrar em operação em novembro deste ano. Após a implementação, nenhum voo partirá do terminal paulista sem a utilização dos procedimentos A-CDM previstos. O conceito tem como objetivo melhorar a eficiência operacional, previsibilidade e pontualidade dos voos, tanto do lado do gerenciamento de fluxo de tráfego aéreo (ATM), como os processos operacionais das operações de chegada, turn-round e partida dos voos, mediante a tomada de decisões colaborativas. No Brasil, a implementação do projeto por meio da Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA), foi viabilizada a partir de um acordo assinado pelo DECEA e pela EUROCONTROL em 2015. Na ocasião, fora acordada a cooperação entre as duas organizações para a otimização do intercâmbio de informações e dados operacionais de voos entre América do Sul e Europa, sobretudo na colaboração para o Gerenciamento de Fluxo de Tráfego Aéreo (ATFM). Para conhecer mais sobre o projeto, acesse o portal www.acdm.com.br .

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn