Retomada do setor de Óleo & Gás apresenta sinais positivos no terminal de cargas do Aeroporto Tom Jobim

  • Aeroportos
  • Notícias
  • Retomada do setor de Óleo & Gás apresenta sinais positivos no terminal de cargas do Aeroporto Tom Jobim

Terminal registrou incremento de quase 10% no valor de mercadoria recebida na categoria nos primeiros meses do ano

O setor de Óleo & Gás brasileiro apresenta sinais concretos de retomada da atividade. O aumento da competitividade do pré-sal diante da valorização do preço do barril de petróleo, a redução de custos operacionais e o recomeço da agenda de leilões de blocos de exploração tem estimulado um dos maiores segmentos econômicos do Brasil. Atualmente, o país ocupa posição de liderança na produção de petróleo na América Latina, à frente de grandes produtores como México e Venezuela. Apenas o Estado do Rio de Janeiro contribuiu, em 2017, com 66% da produção nacional de petróleo, indicador que demonstra a relevância da atividade para a economia fluminense. Diante desse cenário de crescimento, o Aeroporto Tm Jobim se apresenta como a principal entrada aos importadores do setor. Nos primeiros sete meses do ano, o terminal de cargas registrou incremento de 10% no valor de cargas recebidas e 5% no peso total quando comparado ao mesmo período do ano anterior. O acréscimo é justificado, também, pelo fato do Galeão ser o único aeroporto do estado do Rio de Janeiro com voos diários para atender as principais cidades de origem da carga do segmento, colocando o terminal de cargas em vantagem frente às demais opções logísticas da região. Além disso, os indicadores operacionais do aeroporto demonstram significativas melhorias para a área. Houve uma redução de 52% no tempo de liberação de cargas quando comparado ao início da concessão, em agosto de 2014. Hoje, uma carga de Óleo & Gás demora em média 38 horas para ser liberada, desde o momento em que tem sua chegada registrada até sua saída. A concessionária RioGaleão também conta com o Programa de Eficiência Logística, que contribui com a melhoria da performance e a redução de tempo nos processos de importação por meio de uma premiação anual para os importadores com menores tempos. O programa realiza rankings mensais que levam em conta o monitoramento do tempo do processo logístico, desde a chegada ao terminal até a entrega ao representante. Mais informações no portal www.riogaleão.com .

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn