Viracopos mapeia focos de atração de aves no entorno do aeroporto

Área que compreende o estudo atinge 20 km a partir do centro geométrico da pista de pousos e decolagens abrangendo 11 municípios

O Aeroporto de Viracopos, em Campinas/SP, realizou um mapeamento e identificação de pontos de atração de aves no entorno do terminal. A área que compreende o estudo é denominada ASA (Área de Segurança Aeroportuária) e o seu raio atinge 20 km a partir do centro geométrico da pista de pousos e decolagens, abrangendo 11 municípios: Campinas, Elias Fausto, Hortolândia, Indaiatuba, Itupeva, Jundiaí, Louveira, Monte Mor, Sumaré, Valinhos e Vinhedo. Com o levantamento, o aeroporto pretende alertar e obter o apoio dos municípios para a redução dos pontos de descarte e de acúmulo de lixo que possam atrair mais aves e, desta forma, reduzir as colisões de pássaros com aeronaves. Só em 2018, por exemplo, foram registrados 65 colisões de pássaros com aeronaves no entorno do aeroporto. Já em 2017, foram 59. Nenhum dos casos foi grave, mas uma colisão pode causar sérios danos às aeronaves e dependendo do impacto, pode até causar a queda do avião. Das 65 colisões registradas em 2018, quatro geraram danos às aeronaves, sendo que duas delas foram causadas comprovadamente por impactos com urubus. Nos outros dois casos de colisão com danos, não foi possível identificar a espécie da ave. O levantamento foi entregue em uma reunião da Comissão de Gerenciamento do Risco da Fauna, realizada com a participação de representantes de 7 dos 11 munícipios que fazem parte da ASA de Viracopos. A equipe também realizou sobrevoo com drone para auxiliar na identificação de pontos suspeitos e avaliação mais detalhada dos principais focos de atração. No total foram mapeados 31 pontos com potencial para atração de aves, com destaque para nove pontos de descarte recorrente de resíduos (próximos às duas cabeiras da pista de Viracopos) e dois envolvendo atividades de risco (fábrica de fertilizantes e aterro sanitário). Ainda foram verificados outros 20 pontos de “descarte potencial”. Mais informações no portal www.viracopos.com.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn