Acordo entre Aviação e Saúde aprimora transporte de órgãos

Representantes assinam novas regras para o embarque, prioridade e deslocamento de órgãos, tecidos e células para transplante no Brasil

Representantes dos setores da Aviação e Saúde renovaram a parceria que mantém uma rede nacional de facilitação do transporte nacional de órgãos, tecidos e células para transplante. O acordo, em vigor desde 2013, traz como novidade o transporte por avião de medula óssea. O novo termo prevê medidas de prevenção da perda de órgãos (logística e fluxo aeroportuários desburocratizados), inclui novas empresas signatárias e melhora a comunicação entre setores envolvidos no processo de transporte aéreo de órgãos, tecidos e outros materiais orgânicos, bem como de equipes médicas. A parceria inclui ainda, o transporte gratuito de equipes de captação de órgãos para transplante. Com a parceria, foi possível triplicar o número de voos disponíveis para transportar órgãos no Brasil, evitando desperdício, reduzindo distâncias e beneficiando milhares de pessoas que aguardam por um transplante em todo o Brasil. Sob coordenação da Secretaria de Aviação, a logística do processo foi amplamente revisada para dar prioridade à comunicação em tempo real entre os setores aéreo e de urgência de saúde. Antes do projeto, equipes médicas atuavam sem o alinhamento preciso entre tempo, disponibilidade de voo e rotas; hoje, é possível alocar voos imediatos no terminal mais próximo do órgão captado ou das equipes de prontidão para atendimento em qualquer parte do País. Mais informações no portal www.aviacao.gov.br. Foto: Elio Sales

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn