Aeroporto de Brasília se prepara para operação simultânea

Com duas pistas operando independentemente, terminal aumentará ainda mais sua capacidade operacional

A partir de novembro deste ano, o Aeroporto Internacional de Brasília vai iniciar a operação independente de suas duas pistas, viabilizando as chamadas operações paralelas simultâneas, quando dois aviões poderão pousar ou decolar ao mesmo tempo do aeroporto. É o primeiro aeródromo da América Latina que vai possibilitar o aumento do fluxo aéreo nestas condições. A capacidade de pista do terminal que já vinha aumentando nos últimos anos, crescerá agora cerca de 30%. Com as mudanças, ela saltará dos atuais 60 movimentos aéreos/hora para 80 pousos e decolagens por hora. Esse ganho de capacidade operacional é resultado de um amplo trabalho realizado pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), destinado a otimização dos fluxos de tráfego na terminal aérea de Brasília com a implementação de novos procedimentos PBN (Navegação Baseada em Performance), especificamente orientados às referidas operações. Na prática, é como se houvesse dois aeroportos funcionando separadamente, uma vez que, a partir de então, cada pista terá suas três posições de controle na torre, operando com auxílios a navegação aérea próprios.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn