Aeroporto de Hamburgo pretende sucatear seu Boeing 707

Depois de quase 40 anos de serviço na Lufthansa e 20 anos como peça de museu no Aeroporto de Hamburgo, o Boeing 707-430 D-ABOD de 60 anos logo deixará de existir, já que o aeroporto do norte da Alemanha pretende desmontar a aeronave. O jato será reciclado principalmente para pessoas interessadas que possam dar lances por suas peças favoritas.

De acordo com o aeroporto, tem feito vários esforços para entregar a aeronave histórica como uma exposição a ser preservada para o futuro. No entanto, esses esforços foram em vão. Como tal, o aeroporto sente que não tem outra opção a não ser desmontar a aeronave, previsto para acontecer no segundo trimestre.

 

A aeronave fez seu primeiro voo em abril de 1960, mesmo mês em que foi entregue à Lufthansa. Batizada de ‘Frankfurt’, voou com a Lufthansa por 15 anos até 1975. Na verdade, o Boeing 707 foi a aeronave que levou a aérea de bandeira alemã para a era do jato.

 

Em 1999, a Lufthansa Technik vendeu a aeronave para o aeroporto de Hamburgo por apenas US$ 1,20 e substituiu um Super Constellation que antes servia como peça de museu.

 

Embora possa ser o fim do avião como um todo, peças da aeronave poderão viver nas casas dos fãs do Boeing 707 e da Lufthansa. A casa de leilões Dechow venderá peças do jato, como instrumentos de cockpit e flaps.

 

Foto: Joseph H.

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn