Aeroporto de Macaé terá área para atender petroleiras

Expansão deve ter duas pistas exclusivas para helicópteros que servem plataformas

O Aeroporto de Macaé/RJ será reformado para garantir atendimento especial para a indústria do petróleo, principal atividade econômica da região. O local ganhará uma pista de no mínimo 2.100 metros, para comportar aeronaves grandes que atendam à demanda da cidade. Além disso, deverão ser feitas outras duas pistas, de 600 metros cada uma, para atender helicópteros offshore, de grande porte, que transportam pessoal. O número de passageiros que saem do aeroporto de Macaé para as plataformas de petróleo da bacia de Campos chega a 1,2 milhão por ano. É o terminal que registra o maior número de pousos e decolagens de helicópteros na América do Sul. Diariamente são realizados cerca de 200 voos, responsáveis pela circulação de 1.300 passageiros. Outra novidade prevista na ampliação é a organização do terminal de passageiros, que terá 11 mil metros quadrados e já está sendo construído pela Infraero. Ele será dividido, de forma a distinguir o atendimento aos passageiros que vão para as plataformas de petróleo e aos que voarão para outros lugares. A obra tem previsão de investimento de R$ 56,24 milhões.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn