Aeroporto de Viracopos investe em gás natural para garantir autonomia energética

Insumo irá abastecer usina capaz de gerar 10 MW de energia elétrica para o complexo do terminal

Visando garantir sua autonomia energética, o Aeroporto Internacional de Viracopos passou a adotar o gás natural. O insumo irá abastecer os geradores de uma usina capaz de gerar 10 MW de energia elétrica para o complexo do terminal durante o chamado horário de ponta, entre 18h e 21h período em que a tarifa de eletricidade convencional fica três vezes mais cara que nos demais horários. Os geradores também podem ser acionados em eventuais quedas de energia no sistema.Com a iniciativa, o aeroporto passa a ser o primeiro do País a utilizar um kit bicombustível em geradores de energia elétrica, até então 100% movidos a diesel. Esse mecanismo permite que os equipamentos funcionem com até 70% de gás natural e o restante de diesel. O volume de gás natural para abastecer esses geradores chega a 65 mil m³, o que seria equivalente ao consumo de 12 mil residências que usam o energético em fogões. Para viabilizar o projeto, a Comgás investiu na construção de 3,7 quilômetros de nova rede, ligando o aeroporto à rede de abastecimento local. As obras de expansão começaram em novembro de 2015 e foram concluídas em fevereiro deste ano. A chegada do gás natural a Viracopos também irá abastecer um hotel que ainda será construído no Complexo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn