Aeroporto Tom Jobim terá portões eletrônicos na área de embarque e migração

Equipamento estará disponível para uso do passageiro a partir de junho

Uma nova tecnologia promete agilizar o fluxo de passageiros que devem circular pelo Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro, no período dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. A concessionária RioGaleão investiu na instalação de portões automáticos, acionados por meio de leitores de código de barras dos cartões de embarque (impressos ou em dispositivos móveis), nos acessos aos terminais 1 e 2. A estimativa é que o terminal receba cerca de 2,54 milhões de passageiros durante o megaevento, de acordo com estudo da Secretaria de Aviação Civil.Ainda em fase de testes, o aparelho estará disponível para o uso dos passageiros a partir da segunda quinzena de junho. Dezenove portões estão distribuídos no aeroporto: oito no terminal 1 e onze no terminal 2, com a garantia de comportar um fluxo acima de 50 passageiros por minuto.Outra novidade será o controle migratório automatizado, área controlada pela Polícia Federal. A partir de junho, o terminal do Galeão passa a contar com e-Gates, portões cuja função é permitir uma leitura rápida e segura dos passaportes de passageiros que embarcam ou desembarcam de voos internacionais. O procedimento também garante mais celeridade ao processo de identificação de viajantes, já que conta também com câmera de reconhecimento biométrico. Por ora, o serviço só poderá ser usado por brasileiros acima de 18 anos, portadores de passaporte eletrônico com chip. Serão quatro portões no embarque e oito no desembarque, localizados no terminal 2 do aeroporto

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn