Air Canada reduzirá rede internacional para seis rotas

Malha doméstica da transportadora encolherá de 62 terminais para 40 durante o mês de abril

A companhia aérea Air Canada anunciou que suspenderá gradualmente a maioria de seus voos transfronteiriços internacionais e dos EUA até o próximo dia 31 de março em resposta a decisões de governos nacionais, incluindo Canadá e Estados Unidos, de fechar fronteiras e restringir a aviação comercial como resultado da crise do COVID-19. Sujeito a restrições adicionais, a empresa pretende continuar a servir um pequeno número de destinos internacionais e transfronteiriços nos EUA de cidades selecionadas do Canadá após 1º de abril. Para facilitar a repatriação contínua de cidadãos para seus países de origem e para apoiar o movimento essencial de mercadorias e cargas necessárias durante a crise, a Air Canada pretende continuar operando um número limitado de pontes aéreas internacionais para Londres, Paris, Frankfurt, Delhi, Tóquio e Hong Kong no mês de abril. Isso reduzirá sua rede internacional de 101 aeroportos para seis. Já a rede transfronteiriça diminuirá de 53 aeroportos para 13, sujeita a reduções adicionais baseadas na demanda ou em editais governamentais. A rede doméstica da transportadora encolherá de 62 terminais para 40 durante o período. Para obter mais informações sobre a programação da companhia a partir de 1º de abril, consulte o portal www.aircanada.com.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn