Air New Zealand manterá a frota de jatos Boeing 777 em solo até setembro de 2021

Transportadora fará uso dos jatos Boeing 787-9 Dreamliner, mais adequados ao novo contexto do mercado de viagens

A companhia aérea Air New Zealand anunciou que manterá sua frota de aeronaves Boeing 777 em solo até pelo menos setembro de 2021, devido as consequências de longo prazo provocadas pelo COVID-19 nas viagens internacionais. A empresa afirmou que em maio deste ano havia retirado a maior parte de seus 777-300 da programação até o final deste ano, enquanto analisava a possibilidade de armazenar seus oito 777-200 em localidades no exterior. Entretanto, agora está decidido que quatro dos 777-300 serão transferidos para Victorville, nos Estados Unidos, enquanto os restantes ficarão em Auckland para serem usados ​​caso seja necessário. Os oito 777-200 serão armazenados em Roswell e Victorville no final deste mês, onde as condições climáticas garantem uma melhor preservação para que possam ser devolvidos ao serviço comercial com seis a oito semanas de antecedência. A transportadora fará uso da frota de jatos Boeing 787-9 Dreamliner, mais adequados ao novo contexto do mercado de viagens. Mais informações no endereço eletrônico  https://aviacionline.com/.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn