Airbus

Versão tem peso máximo de decolagem de 242 toneladas e outros avanços aerodinâmicos

A fabricante europeia Airbus recebeu da Agência Europeia de Segurança da Aviação (EASA), a certificação de tipo do jato A330-300 configurado para peso máximo de decolagem com 242 toneladas. A nova variante também incorpora um novo pacote aerodinâmico, melhorias de motor e ativação opcional do tanque de combustível central, melhoramentos que oferecer mais capacidade a um custo operacional inferior e também servem como plataforma de desenvolvimento para o A330neo. O aumento do peso permite uma autonomia de até 6.100 milhas náuticas para os operadores com a configuração do tanque de combustível central, oferecendo uma redução de até 2% no consumo de combustível. Em termos operacionais, isto significa que o A330-300 pode voar rotas que ligam a Europa ao Sudeste da Ásia. A aprovação da EASA abrange o modelo equipado com motores GE CF6-80E1, com posterior certificação desta variante pela Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA), que deverá ser obtida em breve.