American fecha lounges e ajusta serviços em resposta ao COVID-19

Mudanças temporárias incluem redução de serviço de alimentos e bebidas e maior distanciamento social nas aeronaves

A companhia aérea American Airlines anunciou que está fazendo várias alterações em serviços e políticas, enquanto continua a responder a crise do COVID-19 e seu impacto nos viajantes. Essas mudanças incluem o fechamento temporário de mais salas VIP Admirals Club, reduzir a interação entre comissários de bordo e passageiros, além de maximizar o espaço entre os ocupantes nos aviões. Para proporcionar esse distanciamento e contato mínimo entre comissários e viajantes, a empresa oferecerá opções limitadas de alimentos e bebidas no período entre 27 de março a 30 de abril. O serviço reduzido será baseado na duração e destino do voo. O atendimento completo será retomado assim que a situação da pandemia se estabilizar. A transportadora norte-americana também fechará temporariamente a maioria das lounges, mas manterá o atendimento da recepção nos grandes aeroportos dos EUA e no terminal de Heathrow, em Londres. Para incentivar o distanciamento social, os agentes também podem reatribuir assentos para criar mais espaço entre os viajantes. Uma vez a bordo, os passageiros podem mudar para outro lugar dentro da cabine, se houver disponibilidade.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn