As aéreas mexicanas estão perto de recuperar sua conectividade

Segundo dados do Ministério das Comunicações e Transportes (SCT), as companhias aéreas nacionais operavam 113 rotas no exterior em fevereiro de 2020, que neste ano teve uma redução de 22%, chagando a 88 ligações. A queda foi semelhante em termos de presença, que passou de 72 para 56 aeroportos atendidos.

No entanto, o impacto da pandemia não foi o mesmo para todas as companhias aéreas. No caso da Volaris, por exemplo, foi registrada presença em 43 aeroportos nacionais em janeiro e fevereiro, três a mais do que os atendidos no mesmo período de 2020, enquanto voa para 34 dos 39 complexos estrangeiros registrados no ano passado.

Aeroméxico Connect praticamente recuperou sua presença, operando em 41 aeroportos nacionais, com um número semelhante de rotas.

Viva Aerobus encontrou margem para crescer no segmento internacional. A aérea de baixo custo opera mais do que o dobro de rotas no exterior – 11 de cinco em 2020 -, com presença em 11 aeroportos dos sete que atendeu no ano passado.

No mercado interno, a Viva Aerobus operou ainda mais rotas em janeiro do que antes da pandemia, registrando um total de 103 de 100 em 2020.

Foto: Divulgação

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn