ATR divulga estimativa de demanda para a China

Fabricante prevê uma necessidade de 300 aeronaves turboélices no país ao longo dos próximos 20 anos

A fabricante francesa ATR divulgou um novo estudo de demanda que prevê uma necessidade por novos aviões turboélices na China que pode chegar a 300 unidades até 2035. A empresa também antecipa que o desenvolvimento da rede regional é a próxima grande oportunidade no país, com cerca de 800 novas linhas regionais operadas por aeronaves do tipo ao longo dos próximos 20 anos. Desse total, cerca de 270 aviões irão atender o segmento entre 61 e 80 assentos e 30 no segmento entre 40 e 60 lugares. Segundo a ATR existe um tremendo potencial para introduzir modelos turboélices modernos para o desenvolvimento de rotas de curta distância na China. Atualmente, os aviões regionais representam apenas cerca de 2,5% do total da frota operando no país, em comparação com 25% em todo o mundo. Quase 80% dos aparelhos esperados para entrega na China serão usados para criar novas rotas. Além disso, o governo chinês prevê o desenvolvimento de cerca de 70 novos aeroportos nos próximos cinco anos, um acréscimo substancial para os 200 terminais que estão ativos hoje. Mais informações no portal www.atraircraft.com.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn