Aviação doméstica inicia 2017 com retração de 1,38%

Total de viagens realizadas registrou queda de 2,17% com 8,6 milhões de passageiros transportados no mês segundo a ABEAR

A aviação doméstica segue encolhendo no Brasil. Na comparação com o mesmo mês de 2016, a demanda por transporte aéreo nacional em janeiro recuou 1,38% (a retração acontece sobre a baixa de 4,11% registrada em janeiro de 2016 em relação a janeiro de 2014). A oferta por sua vez, teve redução de 2,74%. O fator de aproveitamento dos voos experimentou ligeira alta de 1,17 ponto percentual, chegando a 84,36%. O total de viagens realizadas registrou queda, de 2,17%, totalizando 8,6 milhões de passageiros transportados no mês. As estatísticas são referentes às operações das empresas Avianca Brasil, Azul, Gol e LATAM, integrantes da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR).O mercado acumula 18 meses consecutivos de retração da demanda por voos domésticos e do volume de passageiros transportados (a oferta tem recuado há 17 meses). Em valores absolutos, a oferta e o volume de passageiros registrados em janeiro desse ano são os mais baixos para o mês desde 2013. A demanda, por sua vez, foi a mais baixa registrada em janeiro desde 2014. Na parcela por elas detida do segmento internacional de transporte de passageiros, as companhias aéreas brasileiras registraram em janeiro desse ano (na comparação com janeiro de 2016) um aumento da demanda de 5,40%. Na mesma base, a oferta foi ampliada em 1,94%. O fator de aproveitamento teve alta de 2,88 pontos percentuais, chegando a 87,74% de ocupação dos voos. O volume de passageiros transportados no mês foi de 790 mil clientes, crescimento de 6,20%. Mais informações no portal www.abear.com.br

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn