Aviação doméstica registra segunda alta consecutiva

Abril apresentou aumento de 3,2% em relação ao mesmo mês do ano passado segundo dados divulgados pela ABEAR

A demanda por transporte aéreo doméstico no Brasil cresceu pelo segundo mês consecutivo em abril com alta de 3,2% em relação ao mesmo mês do ano passado. Em igual base de comparação, a oferta teve expansão de 2,0%. Como a demanda avançou um pouco mais do que a oferta, o fator de aproveitamento teve aprimoramento de 0,93 ponto percentual (ocupação de 80,23% dos assentos disponíveis no período). Foram 6,9 milhões passageiros transportados no mês, elevação de 2,8% na estatística. Os dados são referentes às operações das empresas Avianca Brasil, Azul, Gol e LATAM, integrantes da Associação Brasileira das Empresas Aéreas, que respondem juntas por mais de 99% do mercado doméstico.Os números devem ser vistos com ressalvas como indicativos da retomada consistente de crescimento do setor. Em base mensal, o ritmo de evolução da procura por voos caiu à metade do avanço de 5,9% registrado em março. Além disso, o crescimento atual se dá sobre o menor nível absoluto de demanda (abril/16) em 50 meses (desde fevereiro/13). Não sem explicação, tal desempenho havia configurado a maior retração da demanda de todo o ano passado (baixa de 12,2% em comparação com abril/15). Na comparação dos quatro primeiros meses do ano, finalmente a demanda doméstica acumulada em 2017 inverteu o sinal: alta de 0,5% em relação ao mesmo período de 2016. Em igual recorte, a oferta, contudo, permanece em retração, recuando 0,8%. O fator de aproveitamento tem melhoria de 1,07 ponto percentual (80,90% de ocupação). Com 29,4 milhões de viagens realizadas, o total de passageiros transportados segue 0,5% abaixo do que havia sido registrado no ano passado. Mais informações no portal www.abear.com.br. Foto: Ricardo Beccari

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn