Avianca divulga números do quarto trimestre e de 2019

Companhia transportou 7,4 milhões de passageiros no último trimestre e fechou o ano com mais de 30,5 milhões

Fechando um ano desafiador e complexo que implicava mudanças de liderança na administração, uma ampla repercussão financeira e o desenho de um novo plano estratégico que permitiu migrar para um modelo de competitividade e lucratividade, a companhia aérea Avianca apresentou os resultados consolidados do quarto trimestre e de 2019. Os números finais foram impactados em grande parte por despesas como os custos da venda de 24 aeronaves, o aconselhamento sobre as diferentes transações, bem como outros encargos que implicaram uma perda líquida de US$ 894 milhões. A empresa transportou 7,4 milhões de passageiros no quarto trimestre e os países com maior tráfego registrado foram a Colômbia, El Salvador, Estados Unidos, Peru e Equador. O fator de ocupação total chegou a 80,1% no período. A receita operacional ajustada do trimestre foi de US$ 98,5 milhões, atingindo uma margem (EBIT) ajustada de 8,4%. A Avianca fechou o ano transportando um total de 30,5 milhões de viajantes, o que significa que manteve o número de passageiros transportados ano após ano, mesmo com ajustes de frota e rede. O fator de ocupação total atingiu 81,5%. A receita operacional ajustada para o ano foi de US$ 181 milhões, atingindo uma margem (EBIT) de 4,0%. No último trimestre de 2019, a empresa renegociou substancialmente suas obrigações de dívida e arrendamento, firmou acordos com seus principais fornecedores e concluiu o financiamento por US$ 375 milhões. O ano terminou com a operação de mais de 130 rotas para 75 destinos em 26 países e houve um progresso significativo no design de uma nova malha, a fim de fortalecer a conectividade e focar nas rotas com melhor desempenho. Foto: Alex Sandro V.Barbosa

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn