Avianca operou 50 voos especiais e repatriou mais de 3.370 passageiros

Companhia também realizou 1.166 operações de carga para cidades como Nova York, Dallas, Madri, Miami, Los Angeles, principais cidades da América Latina e novos destinos como Amsterdã

Após a suspensão das operações aéreas ordenadas por governos de vários países da região, a companhia aérea colombiana Avianca trabalhou em conjunto com embaixadas e governos de diferentes países para operar voos especiais que permitiram a mobilização de centenas de passageiros para seus locais de residência. Até o momento, a empresa realizou 50 operações especiais para mais de dez destinos, mobilizando mais de 3.370 viajantes alemães, ingleses, peruanos, canadenses, colombianos, americanos, guatemaltecos e equatorianos, entre outros. Um total de 17 aeronaves estão disponíveis para esse tipo de operação e uma equipe administrativa e operacional que monitora cada mercado dia a dia. Desde o início desta emergência, a Avianca também realizou 1.166 voos de carga, tanto em aviões de carga especializados quanto em alguns jatos Boeing 787 Dreamliner que transportaram volumes em seus porões. Assim, a empresa transferiu 50.000 toneladas de carga geral entre medicamentos, instrumentos cirúrgicos e produtos de higiene pessoal, realizando operações para destinos como Nova York, Dallas, Madri, Miami, Los Angeles, principais cidades da América Latina e para Amsterdã.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn