Azul Cargo traz 3,2 milhões de testes do COVID-19 para Brasil, Argentina, Peru e Chile

Ao todo, já vieram 4,8 milhões de testes rápidos e 133 respiradores transportados pela empresa

Duas aeronaves Airbus A330 da companhia aérea Azul se encontraram no Aeroporto de Amsterdã, na Holanda. Enquanto uma delas estava retornando ao Brasil da China, a outra estava a caminho do país asiático. As duas operações, possíveis depois de um amplo e detalhado trabalho de logística da transportadora, aconteceram com o mesmo objetivo, buscar testes rápidos do COVID-19 para ajudar no combate a pandemia na América Latina. De propriedade da empresa Dbschenker, uma das cargas com 1,5 milhão de testes, desembarcou em Viracopos. Utilizando os porões e assentos de uma aeronave cargueira, a empresa embarcou 800 mil testes para Santiago, no Chile, enquanto outros 500 mil estão seguindo em um jato Airbus A320neo para Buenos Aires, na Argentina. A previsão é de que mais um avião do tipo decole com os assentos cheios de 200 mil testes para Lima, no Peru. Além dos voos para a América Latina, a segunda aeronave A330 deve retornar ao Brasil trazendo 1,7 milhão de testes. Esse é o quarto voo que a Azul Cargo Express realiza da China trazendo equipamentos médicos para auxiliar no enfrentamento da pandemia. Ao todo, já foram trazidos 4,8 milhões de testes rápidos e 133 respiradores. Foto: Renato Oliveira

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn