Azul e Correios desistem de acordo comercial para o transporte de cargas

Companhia acredita que é de seu interesse ter flexibilidade para celebrar outros acordos comerciais mais favoráveis

A companhia aérea Azul anunciou a sua decisão de não realizar mais um acordo comercial com os Correios referente à criação de uma empresa privada de solução de logística integrada. Em 2018, a receita da Azul Cargo Express apresentou crescimento recorde de 57%, significativamente maior do que a transportadora havia projetado em suas discussões iniciais com os Correios. Como resultado, a empresa acredita que é de seu interesse ter flexibilidade para celebrar outros acordos comerciais mais favoráveis, assim como participar de futuros processos de licitação competitiva dos Correios para o transporte de cargas. A suspensão deste memorando de entendimentos não impacta as projeções financeiras da Azul para o ano de 2019. Foto: Homenagem ao fotógrafo Benito Latorre

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn