Azul

Margem operacional totalizou 24,1% no quarto trimestre e 17,8% no ano

A companhia aérea Azul anunciou os resultados financeiros registrados no quarto trimestre de 2019, onde o resultado operacional ajustado chegou a R$ 782,8 milhões, com margem de 24,1%. No ano, a margem operacional foi de 17,8%, em linha com as projeções e 2,1 pontos percentuais maior que a do ano anterior. O EBITDA ajustado aumentou 61,8% para R$ 1,2 bilhão, com margem de 37,8% no trimestre, tornando a Azul uma das empresas aéreas mais rentáveis do mundo. Em 2019, a transportadora registrou um crescimento de 34,0% no EBITDA ajustado, que totalizou R$ 3,6 bilhões. O lucro líquido recorrente totalizou R$ 436,7 milhões, comparado com R$ 96,6 milhões no quarto trimestre de 2018. No ano, o lucro líquido atingiu R$ 1,2 bilhão, comparado com R$ 896,6 milhões em 2018. A demanda de passageiros aumentou 31,1% ante um aumento de capacidade de 30,5%, resultando em uma taxa de ocupação de 83,4%, 0,4 ponto percentual a mais do que no quarto trimestre de 2018. No final do quarto trimestre, a liquidez total foi de R$ 4,3 bilhões, representando 37% da receita dos últimos doze meses. A companhia gerou R$ 270 milhões de caixa livre durante o ano. O programa TudoAzul apresentou crescimento de 41.0% no seu faturamento no trimestre,e terminou o ano com 12 milhões de membros e a receita da Azul Cargo cresceu 53% no quarto trimestre e 45% em 2019 comparado com os mesmos períodos no ano anterior. Foto: Renato Oliveira