Boeing assina acordo para até 42 jatos 777X com o Grupo IAG

Contrato está avaliado em até US$ 18,6 bilhões e as aeronaves serão introduzidas na frota da British Airways

A fabricante norte-americana Boeing e o Grupo IAG, empresa controladora da companhia aérea British Airways, anunciaram um acordo para a aquisição de até 42 aviões 777X, incluindo 18 pedidos firmes e 24 opções em compromisso avaliado em até US$ 18,6 bilhões. A transportadora britânica vem modernizando sua frota para atender com mais eficiência sua extensa rede global de rotas. Nos últimos anos, a operadora introduziu o modelo 787 Dreamliner para substituir seus jatos de fuselagem larga de tamanho médio. O novo 777-9 substituirá os aviões de grande porte, principalmente o Boeing 747-400. A empresa já é uma das maiores operadoras do 777, com uma frota de quase 60 aeronaves do tipo. A nova versão é maior e tem uma fuselagem ligeiramente mais larga, o que permite acomodar confortavelmente entre 400 e 425 passageiros em uma cabine padrão de duas classes. Incorporando uma asa composta totalmente nova e outras melhorias, o 777-9 oferece um consumo de combustível 12% menor. A versão também pode voar mais longe do que seus antecessores com um alcance padrão de 7.600 milhas náuticas (14.075 quilômetros). O novo contrato registra até o momento 358 pedidos e compromissos de oito clientes para o modelo. A produção do 777X começou em 2017, com o primeiro voo previsto para este ano e o início das entregas em 2020.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn