Boeing entrega a aeronave de número 1.000 na China

Fabricante prevê que o país irá precisar de 5.260 novos jatos em 20 anos

A fabricante americana Boeing anunciou a entrega para a companhia aérea China Eastern Airlines do 1.000º avião produzido pela empresa para a China, um dos mercados mais dinâmicos do mundo para aviões comerciais. A Boeing prevê que a China vai precisar de 5.260 novos aviões, avaliados em US$ 670 bilhões, nos próximos 20 anos. O jato 737-800  irá juntar-se a frota da companhia, que já opera a maior frota de 737 entre as companhias aéreas chinesas. Com sede em Xangai, a China Eastern opera uma frota de mais de 400 aviões e serve cerca de 70 milhões de passageiros por ano.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn