Boeing prevê demanda de 39.620 novas aeronaves estimadas em US$ 5,9 trilhões

Procura por aeronaves de corredor único seguirá impulsionando o mercado

A fabricante norte-americana Boeing prevê que nos próximos 20 anos haverá uma demanda de 39.620 novas aeronaves, o que representa um aumento de 4,1% em relação às previsões anunciadas no ano passado. Em valores estimados, os novos aviões somarão US$ 5,9 trilhões. O mercado de aeronaves de corredor único terá especial participação na expansão do mercado, com companhias aéreas de baixo custo e mercados emergentes impulsionando o crescimento. A empresa estima que 28.140 novas aeronaves serão necessárias neste segmento, o que representa um aumento de mais de 4% em relação às previsões do ano passado. Para as aeronaves de fuselagem larga, são previstos 9.100 aviões, com uma grande ênfase no potencial de substituição de aviões no período entre 2021 e 2028. A Boeing ainda prevê uma mudança contínua da demanda de aviões de fuselagem larga para os de pequeno e médio portes. Com o tráfego de carga previsto para crescer em 4,2% ao ano, a companhia prevê a necessidade de 930 novos aviões de carga e 1.440 cargueiros convertidos. O relatório completo está disponível no endereço www.boeing.com/cmo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn