Boeing suspende entregas do jato 787 Dreamliner

Empresa continua produzindo o modelo normalmente

A fabricante americana Boeing anunciou que não entregará mais unidades do modelo 787 Dreamliner até que as autoridades da aviação dos Estados Unidos certifiquem que a empresa resolveu os problemas nas baterias, falha que motivou a suspensão das operações com esses aviões no mundo todo. As 49 unidades que a Boeing entregou até agora para companhias aéreas nos EUA, Japão e Europa não serão usadas até que se descubra a causa dos seis problemas técnicos registrados nas últimas semanas. Até o momento, houve dois incidentes por problemas de superaquecimento das baterias de lítio.A companhia já recebeu 848 encomendas do modelo e em novembro próximo, aumentara a capacidade de produção para cinco unidades por mês, esperando elevar esse número a dez unidades mensais até o fim do ano.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn