Bombardier recebe a mesma classificação de tipo para as versões do CSeries

Certificado comum reduz custos para o operadores

A fabricante de aeronaves Bombardier anunciou que a Autoridade do Canadá e a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA) concederam aos aviões CS100 e CS300 a mesma qualificação de tipo, que permite aos operadores oportunidades de redução de custos significativos no treinamento dos pilotos e na manutenção, já que as versões apresentam cerca de 99% de partes em comum, o mais alto nível alcançado por um fabricante na indústria aérea. Os modelos não são esticados ou versões encolhidas um do outro, mas foram concebidos com apenas a seção central sendo maior na aeronave CS300. A vantagem também se estende para as peças sobressalentes, procedimentos de manutenção e de assistência em terra, que em conjunto representam vantagens financeiras significativas para as companhias aéreas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn