Boom de novas aéreas em meio à crise

 

Apesar da pior crise da história da aviação, este ano já há 16 novas aéreas que tiveram luz verde para decolar, e até 90 que planejam iniciar operações em 2021, após um 2020 em que pouco mais de 30 companhias aéreas pararam de voar, enquanto mesmo os mais bem posicionados tiveram que aumentar sua dívida ou solicitar diretamente ajuda pública.

O tráfego aéreo em 2020 caiu 70%, mas a esperança de uma recuperação próxima graças às vacinas e ´passaportes secretos´ encorajou muitas novas companhias aéreas a começarem a voar porque em um momento como o atual, os custos são muito baixo, e praticamente tudo pela metade do preço.

Airbus e Boeing, os dois grandes fabricantes de aeronaves, oferecem grandes descontos para centenas de aviões não vendidos, enquanto muitos dos trabalhadores ficaram sem trabalho ou aceitaram cortes salariais drásticos, em meio a um auxílio público temporário aos seus salários.

Foto: Divulgação

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn