Cabo Verde decide suspender temporariamente todas as suas atividades

Encerramento das atividades está previsto inicialmente por um período de trinta dias

A companhia aérea Cabo Verde Airlines informa que em razão do alastramento da crise do COVID-19 e tendo em conta a ação do Governo de Cabo Verde de fechar as fronteiras do país, irá suspender temporariamente todas as suas atividades de transporte por um período de pelo menos 30 dias, a partir de 18 de março. O governo interditou voos para Itália no final de fevereiro, levando a transportadora a suspender os voos para Roma e Milão. Além disso, o governo decidiu interditar todas as ligações aéreas com Portugal e todos os países europeus assinalados com vírus, bem como para os Estados Unidos da América, Brasil, Senegal e Nigéria.  Recentemente, a operadora já tinha suspendido voos para Washington, Salvador, Porto Alegre e Lagos, cancelando agora as rotas de Boston, Lisboa, Paris, Dakar, Fortaleza e Recife. A empresa continua em discussões com os principais acionistas e autoridades locais para avaliar se é necessário manter voos especiais, humanitários, de repatriação ou carga, de forma a garantir que o arquipélago não fique isolado e que os bens essenciais, como medicamentos, possam ser fornecidos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn