Cerca de 44 mil profissionais vão atuar nos serviços de solo na Copa

Terceirizar atividades auxiliares reduz custos para as empresas no Brasil

Com o aumento de voos entre as cidades-sede durante o período de jogos da Copa, as empresas de serviços auxiliares ao transporte aéreo – aqueles realizados em terra, como despacho e entrega de bagagem, abastecimento, limpeza, cathering (refeições), entre outros –, estão reforçando o contingente para atender ao volume de operações e o fluxo de torcedores nos aeroportos. O setor vai contar com cerca de 44 mil profissionais em 50 aeroportos brasileiros. Criada em agosto de 2013, a entidade que representa a classe ABESATA tem como desafio ampliar a eficiência e manter a segurança das operações aéreas. As frentes de atuação incluem a realização de treinamentos, estudos de mercado e conteúdos, alinhamento de qualidade com padrões internacionais e o trabalho de visibilidade e reconhecimento das atividades auxiliares.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn