China Aircraft Leasing reduz 26 pedidos de Boeing 737 MAX

 

A locadora de aviação chinesa, a China Aircraft Leasing Corporation (CALC), reduziu seus pedidos do Boeing 737 MAX em 26 aviões. A empresa agora vai adquirir 66 MAX, em lugar dos 92 originais.

Em 2017, o CALC anunciou que fechou um acordo com a Boeing para a compra de aeronaves 737 MAX. Para começar, o pedido era de 50 aviões, mas o CALC aumentou seu pedido para 92 MAX em novembro de 2019. Depois de reduzir seu pedido para 26, o novo número é de 66 aeronaves MAX.

Além disso, as duas partes também concordaram em "reagendar a entrega de certas aeronaves", provavelmente atrasando a entrega de certos MAX. De acordo com um comunicado da bolsa de valores, CALC e Boeing chegaram a um acordo em 25 de março após o fechamento do pregão.

Foto: Divulgação

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn