Cinco aeroportos pedem internacionalização

Grupo de trabalho formado por comissão de autoridades aeroportuárias analisará pedidos e definirá diretrizes

Um grupo de trabalho criado pelas autoridades aeroportuárias brasileiras definirá as diretrizes para a internacionalização de aeroportos no país. A decisão foi tomada pela Comissão Nacional das Autoridades Aeroportuárias, ao constatar que há cinco aeroportos pedindo internacionalização e um pedindo desinternacionalização e nenhuma regra geral para a análise dos pedidos. O objetivo da Conaero é discutir e estipular as políticas públicas e estratégias para condução do processo. O grupo já está analisando as solicitações dos aeroportos de Sorocaba/SP, Porto Velho/RO, Rio Branco/AC, Cabo Frio/RJ e do futuro aeroporto Catarina, em São Roque/SP. Coordenado pela Secretaria de Aviação Civil, o grupo de trabalho é integrado pela Agência Nacional de Aviação Civil, Infraero, Ministério da Aeronáutica, Ibama, Polícia Federal, Receita Federal, Anvisa e Vigiagro. Segundo os integrantes do grupo, a situação desejada é a definição de uma política de internacionalização de aeroportos como estratégia de desenvolvimento regional e nacional; o fortalecimento das estruturas dos órgãos públicos voltadas ao apoio das operações de tráfego aéreo internacional; e a manutenção do atual processo técnico para internacionalização. Mais informações no portal www.aviacaocivil.gov.br.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn