Delta introduz mudanças no serviço de bordo sob orientação da Mayo Clinic

Por recomendação dos parceiros da Mayo Clinic, a Delta está lançando mudanças no serviço para simplificar ainda mais os procedimentos a bordo e minimizar o risco já

baixo de exposição à COVID-19 durante um voo. A partir desta semana:

·  Os clientes que viajam nas cabines Delta One e Main Cabin em voos internacionais receberão lenços desinfetantes adicionais durante o serviço de refeição.

·  O serviço de bebidas antes da refeição para passageiros da Delta One será feito junto com o serviço de refeição principal, para reduzir os pontos de contato.

·  As tripulações de voo abrirão mais espaço entre si, distanciando-se durante o embarque e o serviço de bordo.

·  Os comissários continuarão a desinfectar, lavar as mãos e trocar de luvas com frequência. Eles terão acesso a luvas de duas cores, uma para todas as funções do serviço de bordo e outra para higienizar os banheiros e demais espaços da cabine.

“Por meio dessas mudanças e das que virão, o fornecimento consistente de todos os nossos protocolos de segurança, serviço e limpeza que integram o Delta CareStandard (Padrão Delta de Atendimento) continuará a ser fundamental para cumprir nossas promessas de saúde e segurança”, disse a vice-presidente sênior de Serviço de Bordo, Allison Ausband. “Combinado com o serviço cuidadoso e atencioso de nossos incríveis comissários de bordo, sabemos que essas modificações continuarão a aumentar a confiança de nossos passageiros quando eles voltarem a viajar com a Delta”.

 Neste outono do Hemisfério Norte, uma equipe de especialistas da Mayo Clinic embarcou em uma aeronave A330-300 da Delta no Aeroporto Internacional de Minneapolis-St. Paul para observar uma simulação do serviço de bordo que os comissários de bordo oferecem aos clientes, de modo a compartilhar suas opiniões sobre os principais pontos de segurança enquanto a companhia continua a refinar os processos durante a pandemia. As recomendações que estão sendo implementadas agora foram baseadas nessa experiência.

A equipe da Mayo Clinic observou o serviço de refeições, lanches e bebidas em todas as cabines e os avisos, interações e outras responsabilidades da equipe de bordo, bem como teve sessões de perguntas e respostas com os líderes e outros participantes da Delta.

O professor de medicina da Mayo Clinic, Christopher Wittich, acrescentou: “Estamos pensando em maneiras de ajudar a diminuir o risco de transmissão de COVID-19 e, depois de observar a quantidade de tempo que as pessoas ficam sem máscara, os dados e a ciência atuais, juntamos tudo para recomendar as melhores políticas e procedimentos para a Delta”.

Os médicos da Mayo Clinic também encabeçaram reuniões virtuais realizadas com clientes  e funcionários, abordando as preocupações atuais e falando sobre a eficácia das medidas que a Delta adotou, desde a exigência de uso de máscara ao bloqueiro dos assentos do meio até março de 2021. Foto: Flávio Souza

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn