Delta restringe acompanhamento de animais de apoio emocional em voos com mais de oito horas

Companhia também exige que esses animais tenham mais de quatro meses de idade

A companhia aérea Delta Air Lines atualizou sua política de animais de serviço e apoio e como parte dessa atualização que entra em vigor a partir de 18 de dezembro, a transportadora não permitirá animais com menos de quatro meses de idade, independente da duração do voo, além da proibição de animais de apoio emocional em voos com duração superior a oito horas. A política foi atualizada após um aumento de 84% no número de incidentes envolvendo animais em 2016 e 2017, incluindo situações em que morderam ou fizeram necessidades fisiológicas, além de um ataque de cão de 31 kg. A exigência da idade mínima do animal de apoio e serviço está alinhada à política de vacinação do CDC (Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos) e o limite de oito horas de voo para animais de apoio emocional segue os princípios descritos na Lei de Acesso em Transporte Aéreo (Air Carrier Access Act) do Departamento de Transporte dos Estados Unidos. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn