Demanda internacional mantém crescimento pelo 24° mês

Dados de fevereiro revelam recuo da demanda doméstica em 3,1% segundo a ANAC

A demanda por transporte aéreo doméstico de passageiros registrou queda de 3,1% em fevereiro de 2016, comparada com o mesmo mês do na passado, apresentando o sétimo mês consecutivo de queda após período de 22 meses de crescimento. Já a oferta teve redução de 0,8%, comparada ao mesmo período e revelando sexta redução após encerramento da sequência de 12 altas sucessivas do indicador. Entre as principais empresas aéreas brasileiras, apenas a Avianca apresentou crescimento na demanda doméstica em fevereiro de 2016, da ordem de 20,3%, comparada ao mesmo mês de 2015. Gol e TAM lideraram o mercado doméstico em fevereiro de 2016, com participações de 36,0% e 35,5%, respectivamente. A participação das demais empresas somadas foi de 28,5%, o que representou aumento de 4,5% em relação a fevereiro do ano passado. O número de passageiros pagos transportados no mercado doméstico em fevereiro de 2016 atingiu 7,1 milhões, caindo 3,7% em relação a fevereiro de 2015. Por outro lado, a demanda do transporte aéreo internacional de passageiros das empresas aéreas brasileiras no período apresentou crescimento pelo 24º mês consecutivo, com aumento de 5,0% quando comparada com fevereiro de 2015. Já a oferta internacional registrou o 19º mês consecutivo de crescimento, com alta de 4,4% em comparação a fevereiro do ano passado. Tanto a demanda quanto a oferta internacional foram recorde para o mês de fevereiro nos últimos dez anos, mas com desaceleração em relação às taxas verificadas anteriormente. TAM, Gol e Azul representaram praticamente a totalidade das operações de empresas brasileiras no transporte aéreo internacional de passageiros em fevereiro de 2016, com participações de 77,6%, 12,6% e 9,7%, respectivamente. Mais informações no portal www.anac.gov.br. Foto: Paulo Berger

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn