Embraer estima demanda de 6.400 novos jatos entre 70 e 130 assentos

Crescimento do mercado será responsável por 63% da demanda enquanto a substituição de aeronaves antigas será responsável pelos 37% restantes

A fabricante brasileira Embraer divulgou recentemente as perspectivas de mercado para o período entre 2016 a 2035, no qual detalha as previsões da demanda para novos jatos nos próximos 20 anos. A empresa projeta a necessidade de 6.400 novos jatos no segmento de capacidade de 70 a 130 assentos (2.300 unidades no segmento de 70 a 90 assentos e 4.100 unidades na categoria de 90 a 130 assentos), cujo valor é de aproximadamente USD 300 bilhões, até 2035. A frota global de jatos em serviço no segmento de 70 a 130 assentos aumentará de 2.670 aviões em operação em 2015 para 6.690 em 2035, sendo o crescimento mais rápido entre todos os segmentos. O crescimento do mercado será responsável por 63% da demanda enquanto a substituição de aeronaves antigas será responsável pelos 37% restantes. É esperada que a demanda global por transporte aéreo, medida por receita de passageiro-quilômetro (RPK), aumente em média 4,7% ao ano até 2035, sendo alimentada pela forte demanda doméstica nas economias avançadas e melhorias no macroambiente de algumas economias em dificuldades nos mercados emergentes. A nova versão do relatório está disponível no endereço http://www.embraermarketoutlook.com.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn