Emirates planeja operar o voo mais longo do Boeing 777-300ER

Linha entre Dubai e Auckland com 8.824 milhas é percorrida em cerca de 17 horas e 10 minutos

A companhia aérea Emirates anunciou a retomada do serviço sem escalas entre Dubai e Auckland para janeiro de 2021. No entanto, ao invés de usar o modelo Airbus A380, planeja utilizar o Boeing 777-300ER na rota, o que estabelecerá um recorde de serviço regular de passageiros nesta aeronave. O voo é atualmente a quarta linha mais longa do mundo com 8.824 milhas e percorrida em cerca de 17 horas e 10 minutos e antes da pandemia, era operada pelo A380. Contudo, a transportadora pretende voar o jato da Boeing para maximizar melhor a capacidade de carga e passageiros. As outras linhas mais longas atuais são entre Perth e Londres, operada pela Qantas com o 787-9 Dreamliner, entre Auckland e Doha voada pela Qatar com o 777-200LR e a rota entre Singapura e Newark, realizada pela Singapore Airlines com o Airbus A350-900ULR. Mais informações no portal www.passageirodeprimeira.com. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn