Emirates realiza primeiro teste piloto de embarque biométrico

Avaliação foi feita em voos de Dubai para Nova York e Los Angeles em julho e agosto

A Emirates passou a ser a primeira companhia aérea fora dos Estados Unidos a receber aprovação da Customs Border Protection (CBP dos Estados Unidos) para uso de sistema de embarque biométrico. Em breve, os viajantes que voarem de Dubai para qualquer um dos 12 destinos da empresa nos Estados Unidos terão a opção de escolher a tecnologia de reconhecimento facial nos portões de embarque, reduzindo o tempo de verificação de identidade para dois segundos ou menos. Não é necessário cadastro prévio para uso desta tecnologia. Os passageiros também podem optar pelo sistema tradicional e não usar a tecnologia. A Emirates não armazena nenhum registro biométrico de seus viajantes e todos os dados são gerenciados de forma segura pela CBP. A ferramenta foi implementada em fase piloto nos portões de embarque dos voos da Emirates de Dubai para Nova York e Los Angeles nos períodos de alta temporada, em julho e agosto. Os resultados foram excelentes, com alguns voos atingindo 100% de embarque biométrico e nenhuma verificação manual. A companhia deve disponibilizar o sistema para todos os seus destinos nos Estados Unidos até o final do ano, assim que o equipamento estiver instalado. O embarque biométrico funciona como no portão de embarque, o sistema clica na foto do passageiro, que é comparada com o banco de dados da CBP em tempo real para verificar a identidade da pessoa em dois segundos ou menos. O sistema pode não funcionar para quem não viaja para os Estados Unidos há muito tempo ou cujas imagens não estão no banco de dados da CBP. Nesse caso, basta o passageiro ir até ao balcão de atendimento do portão de embarque. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn