Emirates SkyCargo continua usando aviões de passageiros para carga aérea

 

Durante o ano passado, a divisão de cargas da companhia aérea Emirates, Emirates SkyCargo, utilizou mais de 100 aeronaves de passageiros para transportar mercadorias para atender à demanda por produtos, especialmente os de natureza médica e alimentar. Desde o início da pandemia em março de 2020 e face às suspensões de voos e restrições de viagens impostas pela Covid, a companhia aérea juntou-se a outras companhias aéreas e expandiu a sua capacidade “antecipando-se a uma situação em que deixaria de haver capacidade de carga adequada no mercado de transporte de suprimentos essenciais”, afirma em comunicado.

Depois do primeiro avião Boeing 777-300ER que transportava 34 toneladas de carga há um ano, a empresa passou a contar com 16 dessas aeronaves, das quais retirou os assentos da classe econômica com o objetivo de que houvesse mais espaço e giro transformando-os em "minicargueros". Além disso, já utilizou mais de 90 aeronaves de passageiros para o transporte de mercadorias, utilizando os assentos de passageiros e os compartimentos superiores da cabine.

Dessa forma, a Emirates SkyCargo operou mais de 27.800 voos somente de carga em aeronaves de passageiros no ano passado, transportando mais de 100.000 toneladas de suprimentos essenciais, incluindo EPI, testes Covid-19, ventiladores, produtos farmacêuticos, vacinas e alimentos. Isso equivale à carga transportada em 1.000 voos completos no cargueiro Boeing 777 com o qual a empresa está acostumada a trabalhar.

Foto: Divulgação

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn