Empresas de ground handling investem para reduzir extravio de bagagem

Índice no país é melhor que as médias americana e europeia, ficando atrás apenas do registrado na Ásia

As empresas de ground handling estão investindo continuamente para reduzir os índices de extravio de bagagem. Nas empresas filiadas à Associação Brasileira Empresas de Serviços Auxiliares de Transporte Aéreo, as iniciativas incluem treinamento do pessoal e novas tecnologias. De acordo com um levantamento feito no fim do ano passado pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas, o índice de extravio de bagagem no país era de 3,1 ocorrências para cada mil passageiros embarcados. Melhor do que o dos Estados Unidos, 3,2 ocorrências para cada mil embarques e que o da Europa, nove casos para cada mil passageiros. Ao todo existem atualmente 211 empresas de Esatas no Brasil, sendo que a maior parte está em São Paulo, 70 companhias, seguido de Minas Gerais, com 45, Rio de Janeiro, 36, e Rio Grande do Sul, com 31 empresas do setor. Mais informações no portal www.abesata.org.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn