Galeão e Santos Dumont passam por transformações para as Olimpíadas

Terminais aumentarão a capacidade, conforto e segurança até a abertura da competição

O Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão será referência do Brasil para turistas e delegações brasileiras e estrangeiras durante os Jogos Olímpicos Rio 2016. Dessa forma, o consórcio que administra o terminal tem acelerado o andamento das obras para deixar o aeroporto preparado para o evento. As principais transformações incluem a construção do Píer Sul e a conclusão do terminal 2, o que ampliará o número de pousos e decolagens, pontes de embarque e maior agilidade no processamento de passageiros. O novo píer, onde serão erguidas 26 novas pontes de embarque, tem conclusão prevista para abril de 2016. Além disso, 500 mil metros quadrados serão dedicados ao estacionamento de aeronaves, com 47 novas posições. Após as obras, o Galeão terá 64 pontes de embarque e 97 posições de estacionamento de aviões. O aeroporto também ganhará mais 68 balcões de check-in, que se somarão aos atuais 227. Em relação ao estacionamento, haverá quatro novos andares no edifício-garagem, com mais 2.700 vagas. Atualmente, são 4.284. A Rio Galeão, concessionária responsável, está investindo cerca de R$ 2 bilhões nas obras de infraestrutura e operação. Intervenções para a melhoria das operações e aumento do conforto também estão sendo feitas no Aeroporto Santos Dumont, que tem capacidade atual de 9,9 milhões de passageiros por ano. A Infraero está investindo R$ 51,09 milhões em cinco ações. Os trabalhos foram divididos em dez fases – quatro foram executadas. A previsão do fim das obras é julho de 2015. O investimento é de R$ 36,19 milhões. Mais informações no portal www.aviacaocivil.gov.br.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn