Gol

Lucro operacional foi de R$ 232,6 milhões no período

A companhia aérea Gol anunciou o resultado consolidado do terceiro trimestre do ano, onde a capacidade nos mercados brasileiro e internacional teve uma queda de 4,3% e de 21,4%, respectivamente, resultando em uma redução do sistema total em 6,7% quando comparado ao mesmo período de 2015. A demanda no segmento doméstico recuou 2,9% e no internacional, 21,1%. No sistema total, a redução foi de 5,3%. No trimestre, a taxa de ocupação total aumentou 1,2 pontos percentuais, atingindo 79,8%. No mercado doméstico a elevação foi de 1,2 pontos porcentuais, para 80,4% e no mercado internacional a taxa de ocupação foi de 74,6%, uma evolução de 0,3 pontos percentual frente ao mesmo período de 2015. A empresa registrou receita líquida de R$ 2,4 bilhões no período, uma queda de 3,5% na comparação anual. A receita líquida para os últimos doze meses foi de R$ 9,9 bilhões. As receitas auxiliares e de cargas recuaram 1,5% no trimestre, para R$ 302,1 milhões, representando 12,6% da receita líquida total. As receitas auxiliares e de cargas dos últimos 12 meses somaram R$ 1,2 bilhão. O lucro operacional (EBIT) do trimestre foi de R$ 232,6 milhões e margem positiva de 9,7%, o EBITDA registrou R$ 333,4 milhões, com margem de 13,9%, e o EBITDAR alcançou R$ 599,5 milhões e margem de 25,0%. O lucro líquido no trimestre foi de R$ 65,9 milhões e no acumulado do ano registra R$ 1,1 bilhão, frente a perdas de R$ 2,1 bilhões e de R$ 3,2 bilhões, respectivamente quando comparados ao mesmo período de 2015. Para mais informações, acesse o portal www.voegol.com.br/ri. Foto: Paulo Berger