Gol anuncia receita líquida de R$ 2,7 bilhões no quarto trimestre de 2016

Prejuízo líquido no período foi de R$ 30,2 milhões, representando uma margem líquida de 1,1% negativo

A companhia aérea Gol anunciou o resultado consolidado do quarto trimestre de 2016 e do ano. O prejuízo líquido no trimestre foi de R$ 30,2 milhões (US$ 8,7 milhões), representando uma margem líquida de 1,1% negativo. O lucro por ação (LPA) foi de R$(0,09) e o lucro por ADS foi de US$(0,003). O lucro líquido registrado para o ano de 2016 foi de R$ 1,1 bilhão (US$ 316,1 mm), sobre uma receita de R$ 9,9 bilhões, representando uma margem líquida de 11,2%. O lucro por ação reportado para o ano foi de R$ 3,17 (US$ 0,09 por ADS). O resultado operacional (EBIT) no trimestre foi de R$ 198,2 milhões, representando uma margem EBIT de 7,4%. O EBIT do ano de 2016 atingiu R$ 696,5 milhões, representando uma margem de 7,1%. O fluxo de caixa líquido no trimestre foi de R$ 93,8 milhões. Caixa, equivalentes de caixa, investimentos de curto prazo e contas a receber totalizaram R$ 1.922,4 milhões, um aumento de R$ 93,7 milhões em relação ao terceiro trimestre de 2016. A receita líquida atingiu R$ 2,7 bilhões, representando um crescimento de 0,5%. A receita por aeronave de US$ 6,3 milhões, representou um alto nível de produtividade. As receitas auxiliares e de cargas tiveram uma redução de 1,3% no último trimestre, chegando a R$ 321,7 milhões, representando 12,1% da receita líquida total. As receitas auxiliares e de cargas no ano de 2016 somaram R$ 1,2 bilhão. A Gol transportou um total de 8,1 milhões de passageiros no quarto trimestre, uma queda de 15,4% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. A média da pontualidade dos pousos e finalização das decolagens dos voos foi de, respectivamente, 94,0% e 98,3% (dados da ANAC) durante o trimestre. Cinco aeronaves Boeing 737 foram devolvidas durante o último trimestre do ano, reduzindo a frota total operacional para 121 aeronaves. Sete outros jatos do tipo serão devolvidos ao longo do primeiro trimestre deste ano. A dívida total, incluindo arrendamentos capitalizados, foi reduzida em R$ 2,9 bilhões durante 2016, chegando a R$ 6.379,2 bilhões. Para mais informações acesse o portal www.voegol.com.br/ri. Foto: Paulo Berger

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn