Gol divulga números do segundo trimestre de 2015

Receita líquida da companhia atingiu R$ 2,1 bilhões, recuo de 10,5%

A companhia aérea Gol anunciou o resultado consolidado do segundo trimestre de 2015, onde a demanda doméstica aumentou 4,7% e 4,8% no acumulado do ano, elevando a taxa de ocupação para 78,0% o que representa uma expansão de 2,0 pontos percentuais. No trimestre, a taxa de ocupação total expandiu em 1,6 pontos percentuais atingindo 76,8%. A Gol foi a transportadora mais pontual no segundo trimestre e no primeiro semestre de 2015, atingindo 96,53% e 95,32%, respectivamente. A receita líquida da companhia atingiu R$ 2,1 bilhões, recuo de 10,5% quando comparada ao mesmo período de 2014, reflexo da menor atividade econômica nacional. As receitas auxiliares e de cargas atingiram R$ 284,3 milhões, um crescimento de 13,8%, passando a representar 13,3% das receitas líquidas totais. A receita internacional registrou 8,6% de participação, alcançando R$ 182,6 milhões. O trimestre impactado pelo cenário econômico, apresentou resultado operacional (EBIT) negativo de R$ 251,1 milhões, com uma margem operacional negativa de 11,8%, ante o lucro operacional de R$ 37,8 milhões e margem de 1,6% do segundo trimestre de 2014. Pelo mesmo motivo, o EBITDAR foi de R$ 90,7 milhões, com uma margem de 4,3%, o que representa uma redução de 11,5 pontos percentuais em relação ao mesmo período do ano passado. No acumulado dos últimos doze meses, no entanto, o EBITDAR foi de R$ 1,5 bilhão, com margem de 15,3%. A empresa anunciou uma nova projeção de oferta para o ano, com o intervalo de zero até uma redução de 1% no número de assentos para o mercado doméstico, resultando em uma redução entre 2% a 4% no segundo semestre, quando comparado ao mesmo período de 2014. Foto: Paulo Berger

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn